Temos coragem para olhar o Mundo nos olhos?

Dias passados

Conversa com C maiúsculo

A tua pequena dor

Aprender (constantemente)...

Massacre da alma

Amo-te da cabeça aos pés

Porquê?

Meses passados

Outubro 2007

Quinta-feira, 11 de Outubro de 2007

Aprender (constantemente) a viver

Parece que seria tudo simples se a vida se nos desse um manual de como viver, ser feliz, ser "tudo e mais alguma coisa", conseguir tudo e nada, ser alguém, ser tal e qual o que idealizamos em nós e muitas vezes nos outros. Porém, tudo tem a sua lógica... Cada um de nós é um ser único e diferente comparativamente a qualquer outro. Se a vida nos desse de mão beijada a "papinha toda feita" se não seriamos todos iguais, seriamos muito parecidos. Como poderia haver alguém/ algo de valor? Até que ponto seria de dar valor a alguma coisa que fosse um objectivo, uma meta a chegar, se tivessemos a resposta e o caminho aberto, em frente dos nossos olhos? Nessa situação ninguém seria especial para nós, nem se destacaria por ter vivido, aprendido e ter arrecadado as mensagens que seriam de destacar em cada situação. Se somos alguém e se temos quem goste de nós é porque alguma coisa correu bem nas cabeçadas que demos.


Muitas vezes só nos apercebemos do valor das coisas quando as perdemos, quando não podemos mais voltar atrás, voltamos de novo a crescer.

Como vivemos está nas nossas mãos, há sempre opções a fazer e cada uma delas vai sendo complementada pelo ínfimo centímetro que crescemos interiormente em cada acto, em cada relação.



"Pedras no caminho? Guardo todas, um dia vou construir um castelo..."


                                                                                    ( Fernando Pessoa )

Escrito por Sophieee às 23:51
link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|

Sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Outubro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Piaçaba

badge
blogs SAPO

subscrever feeds